quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Os benefícios são muitos, mas o Pilates emagrece?

Os benefícios são muitos, mas o Pilates emagrece?  
A prática do Pialtes traz definição muscular, flexibilidade, alinhamento corporal e outros benefícios, porém, a pergunta mais frequente é sobre emagrecimento 
Por Letícia Toledo - coordenadora técnica da Pilates StudioFit       
 
foto: chico audi
Mesmo com a divulgação da técnica e o número elevado de praticantes, sempre ouvimos a pergunta sobre a relação do Pilates e o emagrecimento. Sempre existe a preocupação em responder de uma forma que não desanime os clientes e nem passe uma idéia errada sobre a técnica.
Algumas pessoas acreditam que basta subir na balança e pesar “menos” para que tenham perdido peso. Devemos sempre lembrar a necessidade de manter uma dieta equilibrada e disciplina na prática das atividades físicas, para que perdamos peso gradativamente. Exercícios aeróbios (caminhada, corrida, natação, pular corda, pedalar, andar de patins), contribuem bastante nesse processo.
O foco principal do Pilates é a consciência corporal durante os exercícios combinado com a respiração e postura, porém, de acordo com o nível do cliente ou a frequência semanal, pode ocorrer perda de peso.
Embora não seja uma prática comum entre as aulas por termos até 5 alunos em sala, podemos elaborar a aula com estratégias de intensidade que podem favorecer nesse processo, usando alguns exercícios que elevem a frequência cardíaca do cliente.
Normalmente a aula é a mesma (contendo as modificações necessárias para atingir o objetivo do aluno), com todos os alunos alternando os exercícios entre os equipamentos.
Existem outros aspectos físicos que são mais visíveis na prática do Pilates, tais como a definição muscular, flexibilidade, alinhamento corporal do que a perda de peso em si.
Normalmente, o gasto energético de uma aula de Pilates fica abaixo do que precisamos para “queimar gordura”, ou seja, não atinge mesmo nível de Frequencia Cardíaca (FC) de uma caminhada ou corrida.

Um acessório que contribui para atingir esses resultados e variar um pouco a dinâmica das aulas é a plataforma de salto que se encaixa no Reformer, comumente chamado de Jump Reformer. Ela proporciona ludicidade na aula e um desafio cardiovascular maior por fazer com que o aluno não descanse entre os saltos, exigindo assim maior ativação de pernas, braços ou abdome (varia de acordo com a quantidade de molas e a posição no equipamento).
Temos que pensar sempre que o Pilates cria uma sensação agradável de relaxamento e bem-estar ao final das aulas, nos dando mais “pique” para executar as tarefas diárias e nos motivando à procurar exercícios mais específicos para o emagrecimento.
Fonte: Ativo.com